Publicado em: terça-feira, 28/01/2014

Pai de craque Neymar explica negociação com o Barcelona em 2011

Pai de Neymar explica como negociou com o Barcelona em 2011Pai e empresário do craque Neymar, da Seleção Brasileira, Neymar da Silva Santos explicou o acerto do jogador com o Barcelona, feito no ano de 2011. O agente negou um pré-contrato existente com o clube catalão, mas por outro lado, admitiu que houve um acordo com os culés, que teriam pago 10 milhões de euros para assegurar a contratação do brasileiro.

Em pronunciamento oficial realizado apenas para alguns veículos de comunicação nesta terça-feira (28), no escritório da empresa NR Sports, na cidade de Santos, Neymar da Silva Santos afirmou que a divulgação dos valores do contrato com o Barcelona com seu filho, foi um pedido seu para o clube. Em relação à Receita Federal, o empresário disse que não deve nada para o Brasil, nem para a Espanha.

De acordo com o Barcelona, a empresa N&N Sports, que tem como sócio os pais do jogador Neymar Júnior, teria recebido uma comissão de 40 milhões de euros (aproximadamente R$ 132 milhões) pela negociação. Em meio à essa polêmica, o presidente do clube catalão, Sandro Rosel, renunciou ao cargo de mandatário.

Em resposta ao Barça, ‘Neymar pai’ disse que o clube pagou 10 milhões de euros para assegurar a contratação do jogador no futuro, e mais 30 milhões, para concretizar a negociação. Além disso, ele declarou que pediu aos dirigentes do Santos para que fosse feita a venda de Neymar em 2013, para que em caso de derrota na Copa do Mundo, seu filho não se tornasse o vilão, em meio às manifestações contra o Mundial de 2014 e a política no País.

Novo presidente do Barça mantém versão dos valores sobre contratação de Neymar

O novo presidente do Barcelona, que assumiu o clube após a renúncia de Sandro Rosell, Josep María Bartolomeu, manteve a versão dos valores sobre a chegada de Neymar ao clube culé, de que a diretoria teria desembolsado 57,1 milhões de euros (aproximadamente R$ 188,5 milhões, nos valores atuais). Todavia, o diretor de futebol do Barça, Raul Sanllehí, disse que os valores chegaram a 86,2 milhões de euros (R$ 284,5 milhões), somando as luvas, o que tornaria esta a terceira transferência mais cara da história do futebol.