Publicado em: terça-feira, 29/12/2009

Pai afirma que Sean voltou por vontade própria

O pai do menino Sean, em entrevista à rede NBC, dos Estados Unidos, afirmou que o garoto retornou a seu país de origem por vontade própria. O pai biológico, David Goldman, e o padrasto, João Paulo Lins e Silva, juntamente com a família da mãe de Sean, brigavam na justiça pela guarda da criança.

Na entrevista cedida à rede norte-americana, David Goldman disse que Sean decidiu voltar para os Estados Unidos por desejo próprio, onde terá a companhia de primos.

A briga judicial entre a família de David Goldman e a da mãe de Sean (morta no ano passado após dar a luz à outra criança) se alongou por meses e chegou a causar uma crise diplomática entre Estados Unidos e Brasil.

Na última quinta-feira o Superior Tribunal Federal decidiu dar a guarda a David Goldman. Na manhã do dia 24 o garoto foi entregue ao consulado dos Estados Unidos no Brasil, sob um grande tumulto. Sean retornou com seu pai aos Estados Unidos, em um avião fretado pela própria NBC.