Publicado em: quinta-feira, 03/05/2012

Padre é condenado a mais de nove anos de cadeia por abuso de menores na Itália

Nesta quinta-feira (3), um padre foi condenado por um tribunal italiano de Gênova a nove anos e seis meses de cadeia por “abuso de menores e provisão de cocaína”, segundo a publicação do portal G1. O ex-padre em questão é Riccardo Sepia, de 53 anos, que foi preso em 2010, e fazia parte da igreja do Espírito Santo de Sestri Conferente.

Riccardo Seppia estava sendo acusado de cometer atos de violência sexual em um menor, além de estimular menores de idade a praticarem prostituição e oferecer a estes drogas. O promotor do caso havia solicitado que o ex-padre ficasse por 11 anos na cadeia. No entanto, o tribunal italiano não considerou a acusação referente às drogas, diminuindo a pena do sacerdote.

Caso

Os crimes do ex-padre vieram a público em maio do ano de 2010. Nesta data, o sacerdote foi preso sob a acusação de ter abusado sexualmente de um jovem, com idade de 16 anos. Seppia também teria oferecido drogas ao menor pelas relações sexuais. De acordo com o portal G1, o sacerdote disse a um médico quando foi preso que era soropositivo.

Depois de ser preso, Seppia perdeu suas forças sob as ordens do arcebispo de Gênova, cardeal Angelo Bagnasco. Depois que sua sentença foi dada, o sacerdote pediu desculpas por suas atitudes que não foram consideradas corretas e disse, segundo o G1, que o que fez não tem castigo judicial.