Publicado em: quarta-feira, 15/02/2012

PAC de 2012 será o maior de todos, anuncia Mantega

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que os investimentos do Programa Aceleração do Crescimento (PAC) de 2012 serão os maiores se comparados com os anos anteriores, desde a sua implantação. O Ministro afirma que os valores que serão repassados ao PAC crescerão 20,3% em 2012, chegando a R$ 42,6 bilhões. Esses dados, referentes aos valores a serem gastos pelo governo federal estão no documento ‘Economia Brasileira em Perspectiva’, divulgado ontem (14).

Além desse valor estimado para 2012, Mantega também afirmou que existe um PAC privado, em que há combinação entre o setor público e privado, onde serão lançados, até 2014, cerca de R$ 1 trilhão. O ministro disse ainda que durante a reunião com o Conselho Político foi decidida uma série de ações para mobilizar investimentos para todo o país.

No ano de 2011, os investimentos do Programa chegaram a R$ 35,4 bilhões, o que já significou 20% a mais do que em 2010. Para o programa Minha Casa Minha Vida, estima-se um montante de R$ 41,3 bilhões para 2012, segundo informações da Caixa Econômica Federal. De acordo com o Ministério da Fazenda, mais dois milhões de novas casas serão construídos até 2014, sendo que ao todo serão investidos mais de R$ 142,3 bilhões. Em 2011, já foram entregues para a população 480 mil moradias.

Mantega segue ordens de Dilma e fala sobre aumento de investimentos

O Ministro afirmou ainda que a ordem da presidente Dilma Rousseff é aumentar os investimos econômicos e sociais. Além disso, esclareceu que para que os programas sociais continuem crescendo será necessário amplo apoio do Congresso Nacional como tem ocorrido até o momento. A meta para 2012 é de um crescimento econômico de 4,5% e a criação de mais dois milhões de empregos. Sobre o aumento de impostos, como o Imposto de Renda e a taxa básica de juro (Selic), Mantega disse que tais informações não procedem e salientou que o objetivo é diminuir os impostos.