Publicado em: segunda-feira, 13/01/2014

Os grandes vilões da inflação em 2013

Os grandes vilões da inflação em 2013Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na sexta feira (10), mostram que os grandes vilões da inflação em 2013 foram necessidades básicas, como comer em restaurantes e lanchonetes e o abastecimento do carro. O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) foi de 5,91%, mais que o de 2012, avaliado em 5,84%. Mesmo assim ainda ficou dentro do teto da meta de inflação do Banco Central que é de 6,5%.

A gasolina, por exemplo, que em 2012 foi de 0,41% foi para 6,53% em 2013 e o último ajuste, de 4% foi em 30 de Novembro.

Segundo a coordenadora da Coordenação de Índices de Preços do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Eulina Nunes dos Santos, cada vez mais a refeição que é efetuada fora de casa tem ficado mais cara. Além disso, tem a demanda da alta. Com o desemprego baixo e as mulheres cada vez mais atuantes no mercado de trabalho, as pessoas comem mais na rua. De acordo com ela, para os donos de restaurante, além dos custos com os alimentos, tem também o aumento de aluguel, mão de obra e eletricidade. Tudo isso chega a somar mais de 70% das despesas gerais.

No ano passado os alimentos que apresentaram maior alta foram o leite, as frutas e o pão francês, com impacto de 0,16 % na formação do índice. Já a carne chegou a 0,11%.

As frutas foram afetadas pelo clima, o leite foi por conta da variação cambial e o pão francês pela falta de trigo brasileiro. O produto importado dos Estados Unidos e Argentina sofreram problemas na safra por conta do mau clima. Já a carne está aumentando de preço seguindo a alta demanda para as exportações.

Segundo Eulina, o aumento poderia ser maior, mas foi refreado pelas boas safras de café e soja e também pela desoneração da cesta básica.