Publicado em: quarta-feira, 19/10/2011

Orlando Silva vai ao Senado se explicar enquanto PM participa de reunião com oposição

O ministro do Esporte, Orlando Silva, foi ao Senado na tarde desta quarta-feira (19) para prestar depoimento sobre as acusações feitas pelo policial militar, João Dias Ferreira, de desvio de verbas do programa Segundo Tempo, o qual destina recursos para o incentivo da prática esportiva por crianças e adolescentes. O ministro negou ter envolvimento em esquema de corrupção e disponibilizou seus sigilos para cooperar com as investigações. A oposição conseguiu aprovar o convite para chamar o PM a prestar esclarecimentos sobre a acusação.

Enquanto Silva se apresentava perante o Senado, Dias Ferreira participou de reunião informal com os líderes de DEM, PSDB e PPS, que fazem parte da oposição. De acordo com o líder tucano, Duarte Nogueira (SP), “o depoimento do Orlando Silva vai ser um circo armado para abafar as acusações contra o ministro. O roteiro governista é tentar desqualificar o denunciante, quando o mais adequado é ouvi-lo antes do ministro”.

Silve prestará explicações perante as comissões de Educação, Cultura e Esporte (CE) e de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) às 14h. Apesar de os requerimentos para a realização das comissões terem sido aprovados separadamente, foi concordado que o encontro poderia ser feito em conjunto.

O principal argumento do ministro é que o PM não tem provas que mostrem sua participação em algum esquema de corrupção. Silva destaca que é Dias Ferreira quem está sendo oficialmente processado por suposto desvio de verba pública e enriquecimento ilícito. Silva também pediu à Procuradoria-Geral da República (PGR) que começasse uma investigação.