Publicado em: terça-feira, 25/10/2011

Orlando Silva participa de audiência pública nesta terça-feira

O ministro do Esporte, Orlando Silva, participa nesta terça-feira (25) de uma audiência pública na Comissão Especial das Copas do Mundo e das Confederações na Câmara dos Deputados para prestar esclarecimentos a respeito das acusações que recebeu do policial militar João Dias Ferreira sobre participação em um esquema de desvio de verbas. O delator prestou depoimento à Polícia Federal na segunda-feira (24) por mais de quatro horas e afirmou que ao menos 20 ONGs estão envolvidas no caso.

O policial militar defende que o PCdoB, partido do ministro, criou um esquema de arrecadação de propina junto a ONGs que se beneficiam de projetos do Governo. Dias Ferreira garantiu que representantes das ONGs também vão depor nos próximos dias. Para sustentar suas acusações, o policial militar entregou provas em arquivos de áudio, documentos, um celular, e mídias. De acordo com ele, tais evidências são suficientes para comprovar suas acusações.

De acordo com Dias Ferreira, o ministro do Esporte estaria desviando dinheiro do programa Segundo Tempo, cujo objetivo é incentivar jovens e adolescentes a praticarem esportes. As ONGs que fazem parte do esquema receberiam verbas do governo, mas, em troca, uma parcela da quantidade seria destinada aos cofres do PCdoB.

O policial militar admitiu que nenhum dos áudios entregados à Polícia Federal tem a voz de Silva e nenhuma das provas atinge o ministro diretamente. Mas, de acordo com Dias Ferreira, é impossível que o ministro não tivesse conhecimento do esquema que estava acontecendo dentro da sua pasta. As primeiras acusações foram divulgadas pela revista Veja.