Publicado em: terça-feira, 25/10/2011

Orlando Silva assinou despacho favorável a João Dias Ferreira, de acordo com jornal

A edição do jornal Folha de S. Paulo desta terça-feira (25) publicou uma reportagem que mostra informações que comprovam a relação entre o ministro do Esporte, Orlando Silva, com o policial militar, João Dias Ferreira, delator do suposto esquema de corrupção que teria acontecido dentro da pasta. O jornal afirma ter obtido um documento assinado por Silva que beneficia a ONG à qual Dias Ferreira é vinculado.

Datado em 2006, Silva assinou um despacho que reduziu o valor gasto pela ONG de Dias Ferreira que garantiu a continuidade da entidade no recebimento de verbas do Governo. Com isso, Silva foi quem assinou o termo que deu validade ao policial militar para continuar sendo beneficiado pelo programa do Ministério. Na época quando a medida foi autorizada já existiam indícios de fraude contra o policial militar, que ainda mantinha relações amistosas com o Governo. Atualmente, Dias Ferreira está sendo processado por acusações de desvio de verbas.

Antes da notícia publicada pela Folha de S. Paulo, os documentos obtidos não vinculavam o policial militar diretamente com o ministro. Até então, a revista Veja havia divulgado transcrições de áudio de conversas entre Dias Ferreira e assessores de Silva, mas o próprio policial reconheceu que nada estava diretamente relacionado com o ministro.

A revista Veja foi a primeira a publicar as acusações contra o ministro. O policial militar entregou diversos documentos à Polícia Federal, os quais, de acordo com ele, garantem a comprovação da existência do esquema de corrupção na pasta. Arquivos em áudio, um celular e mídias foram concedidos.