Publicado em: sábado, 17/09/2011

Organizadores do Miss Universo desmentem boatos sobre fraude na inscrição da Miss Angola

A empresa responsável pela organização do evento Miss Universo, a Miss Universe Organization, garantiu ao Portal Terra nesta sexta-feira (16) que os boatos a respeito da fraude na candidatura da Miss Angola, vencedora da edição de 2011, são falsos e seu posto está garantido como a mulher mais bonita do mundo. De acordo com os rumores, Leila Lopes teria usado documentos falsos para provar que estaria morando no Reino Unido, condição essencial para participar do Miss Angola UK.

Segundo os boatos, a fraude teria acontecido logo na inscrição de Leila no campetição pelo título de Miss Universo. Caso a acusação de fraude fosse verdadeira, a atual campeã não poderia ter participado da edição do Miss Angola UK, a disputa que garantiu seu posto no Miss Universo. Porém, os jornais locais do seu país divulgaram que Leila nunca morou no país europeu. Junto com os boatos da suposta fraude, ahistória sustentaria a possibilidade de Leila perder sua coroa.

Quando o Miss Universe Organization foi procurada pelo Portal Terra, a empresa divulgou um comunicado, no qual afirma que “Leila Lopes se encaixa em nossas exigências para ser Miss Universo Angola e estamos arrepiados por tê-la como a Miss Universo 2011”.

Para tentar dar credibilidade ao boato da fraude, os jornais também publicaram que o empresário de Leila teria subornado um dos organizadores do evento para aceitar a documentação falsa. Além disso, para garantir a vitória, o seu empresário teria subornado também os juízes. Junto aos rumores, a Miss Angola também sofreu preconceito racial depois de ter vencido.