Publicado em: quarta-feira, 28/03/2012

Opositores sírios debocham do apelido de Assad

Os opositores do regime do presidente da Síria, Bashar al-Assad não deixaram passar os comentários sobre seu suposto apelido, carinhosamente dado por sua esposa Asma. Assad teria trocado mensagens com a mulher, e em uma delas, ela teria o chamado de “patinho”. Isso provocou furor na web, e diversos militantes contrários ao governo publicaram vídeos e caricaturas de deboche para o presidente sírio.

O e-mail contendo a mensagem está entre os vários que foram divulgados pelos jornais britânicos. Os e-mails, interceptados pelos militantes opositores ao presidente, teriam sido recebidos e escritos por Bashar al-Assad. A imprensa britânica, apesar de ter publicado as mensagens, afirmou que não teria como se certificar se aquele conteúdo era ou não autêntico.

Mensagem

Em uma das mensagens, do dia 18 de janeiro, a primeira-dama síria teria chamado o marido de “meu patinho careca”. Asma também teria assinado o e-mail misturando inglês e árabe com “your ‘batta’” (sua patinha). Depois de alguns dias, centenas de piadas relacionadas ao suposto apelido de Assad foram postadas na internet, e caracterizavam o presidente da Síria como o Pato Donald ou um pato amarelo.

Porém, nem mesmo o humor deixa a violência e a revolta de lado. Em outro desenho publicado, o pato é ilustrado usando uma metralhadora. Em outra, o animal é seguido por diversos patinhos, que são chamados “shabihas”, fazendo uma referência às milícias comandadas pelo governo. Os protestos e deboches continuaram na rede social Facebook, onde vários manifestantes postaram frases como “Juntos arrasaremos o pato!” e “Eu sou o pato, e Bashar não me representa”.