Publicado em: sexta-feira, 16/03/2012

Oposição ao regime de Bashar al-Assad convoca manifestação na Síria

Nesta sexta-feira (16) o grupo contrário ao regime de Bashar al-Assad convocou um protesto na Síria com o objetivo de solicitar uma imediata “intervenção militar” no país, que há quase um ano sofre com constantes conflitos internos. A manifestação acontece justamente no dia em que Kofi Annan, o emissário da ONU, irá divulgar as suas conclusões sobre a missão na Síria ao Conselho de Segurança do órgão.

As últimas tentativas de manifestações realizadas pelos opositores do governo não conseguiram trazer milhares de pessoas. Isso por que os controles do regime impediram os manifestantes. As cidades que estavam sendo controladas pelos rebeldes foram novamente tomadas pelas forças do Exército depois de fortes ataques com bombas.

Manifestação a favor do governo reúne multidão

Nesta quinta-feira, no entanto, uma multidão de pessoas se reuniu a favor de Bashar-al-Assad, líder de um regime que diz lutar pelo povo contra os terroristas, e dá a eles a autoridade de todas as violências praticadas na Síria. Através de uma videoconferência, que será feita em Genebra, Kofi Annan irá apresentar ao Conselho de Segurança as conclusões que obteve depois de sua visita ao país, onde teve duas reuniões com Assad.

Desde que os protestos começaram, em março do ano passado, diversas fontes garantem que mais de nove mil pessoas foram assassinadas em consequência da pressão do regime ou por meio dos combates entre os rebeldes e soldados do governo. O emissário da ONU ainda mantém contato com as autoridades do país a fim de tentar conter a situação.