Publicado em: sexta-feira, 27/07/2012

Oposição afirma que Lugo ofereceu dinheiro para não sofrer impeachment

Oposição afirma que Lugo ofereceu dinheiro para não sofrer impeachmentO ex-presidente do Paraguai, Fernando Lugo, teve que deixar o cargo após sofrer um impeachment relâmpago. A acusação era de que o mandatário não estava cumprindo corretamente suas funções e, por este motivo, o vice, Federico Franco. Mas este assunto ainda não foi esquecido nem em seu país, nem no restante do mundo. Agora, Fernando Lugo está sendo acusado de oferecer dinheiro em uma tentativa de não ser retirado do cargo.

O líder do partido Unace, o senador do Paraguai, Lino Oviedo, é quem está acusando o ex-mandatário. De acordo com o senador, Fernando Lugo teria tentado comprar os votos da bancada para evitar o impeachment. O líder do partido Unace já foi acusado de ter organizado o golpe de Estado que aconteceu no país em 1996.

Suborno

De acordo com o general Oviedo, o ex-presidente do Paraguai teria feito uma oferta de US$ 10 milhões para cinco dos dez ministros do partido Unace. Em troca do dinheiro, os ministros iriam lhe oferecer o apoio de oito de seus parlamentares que estava na bancada para a votação do impeachment, que aconteceu no dia 22 de junho. O senador afirma que a oferta foi oferecida por um representante do governo de Lugo.

O partido liderado por Oviedo conta com oito das 45 cadeiras do Senado. O ex-presidente teve somente quatro votos favoráveis, e necessitava de 16 para não ser retirado do cargo. O responsável de Comunicação do ex-presidente, Augusto dos Santos, afirmou que aconteceu negociações. No entanto, negou que propina tenha sido oferecida aos parlamentares.