Publicado em: quinta-feira, 13/03/2014

Operadoras vão responder na justiça por problemas com 3G. TIM tem a pior qualidade de conexão

Operadoras vão responder na justiça por problemas com 3G. TIM tem a pior qualidade de conexãoA ProTeste, Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, entrou com ações coletivas contra as operadoras Oi, Claro, Vivo e TIM devido aos inúmeros relatos de problemas no serviço 3G. De acordo com a instituição, 43 milhões de reclamações já foram feitas por consumidores contra essas empresas. A ProTeste ingressou com as ações na última quarta-feira (12).

Nela, a associação exige que sejam oferecidas pelas operadoras a conexão contratada ou ofertada, sob pena de pagamento de multas, além de indenização por danos morais coletivos a clientes que alegarem ter sido lesados pelas falhas, e rendendo a eles descontos nas faturas do serviço.

Também foi solicitado na ação que as empresas sejam impedidas de vender novos planos 3G até que os problemas sejam sanados, e todos os requisitos da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) sejam atendidos.

As ações foram protocoladas em locais diferentes, ficando as contra Claro e Vivo na 18ª Vara Cível de Brasília, enquanto que as da TIM e da Oi, na 12ª Vara Cível. Dentre as quatro operadoras, o pior serviço avaliado na ProTeste em dezembro do ano passado foi o da TIM. Em segundo lugar veio a 3G da Oi, seguida de Vivo e Claro.

Avaliações constantes do serviço

Segundo a ProTeste, são realizadas medições mensais pela Anatel, que constantemente têm identificado falhas das operadoras, em 16 estados, quanto à velocidade instantânea e velocidade média dos serviços 3G.

Em 95% destas medições são avaliadas a velocidade instantânea da conexão, e em 70% das medições a velocidade média durante o acesso é testada. A taxa de transmissão instantânea é velocidade real no momento do uso da internet banda larga móvel, e taxa de transmissão média é a velocidade de conexão medida em um período de 30 dias.