Publicado em: segunda-feira, 17/03/2014

Operadoras começam a testar sistema para bloquear celular pirata no Brasil

Operadoras começam a testar sistema para bloquear celular pirata no BrasilA utilização de aparelhos telefônicos tem sido cada vez mais frequente e de acordo com estudos, podem ser prejudiciais à saúde. A partir desta segunda-feira (17), ficou determinado que as operadoras de telefonia devem aumentar a fiscalização para identificar celulares piratas no Brasil. Os aparelhos que não são reconhecidos pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações)através de um sistema desenvolvido no país para que, a partir do segundo semestre de 2014, sejam bloqueados.

De acordo com a Anatel, a agência não pretende prejudicar o usuário com a nova resolução, mas de garantir que os aparelhos sem o selo que cada aparelho de celular precisa ter para circular no país. Além disso, é uma garantia de que o consumidor terá os direitos mantidos no caso de defeito ou coisa parecida.

No entanto, a preocupação de alguns consumidores é de que os aparelhos originais comprados em outros países possam ser bloqueados, como é o caso do iPhone. Já no ano passado, o sindicado das empresas de telefonia no Brasil afirmou que a medida não bloquearia os aparelhos importados, mas ainda há uma preocupação, uma vez que os aparelhos não possuem o selo de homologação da Anatel.

O bloqueio será feito através de uma tecnologia IMEI, o qual deverá fazer uma busca através dos chips de todos os usuários, e a partir disso, identificar cada aparelho ilegal.

Segundo a Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica) as medidas que o usuário deverá ter é checar se o aparelho possui um registro da Anatel e, em seguida, conferir o número no próprio site da agência reguladora.

Além disso, há outra forma de identificar, o usuário deverá ver as diferenças físicas e operacionais do aparelho, e muitas caixas possuem incorretas sobre o celular.