Publicado em: sexta-feira, 16/12/2011

Operação prende ex-prefeito e policiais ligados ao jogo do bicho no RJ

Nesta quinta-feira, dia 15 de dezembro, uma operação realizada pela Polícia Civil prendeu 44 pessoas ligadas ao jogo do bicho em seis municípios do Rio de Janeiro. Entre as pessoas que foram presas, está Mario de Oliveira Tricano, ex-prefeito de Teresópolis, um guarda municipal e dois policiais militares.

Foram cumpridos 39 mandados de prisão e mais cinco pessoas foram detidas em flagrante. De acordo com a Polícia Civil, 36 acusados foram encontrados no Rio de Janeiro, um no Maranhão, na Bahia e outro no Pernambuco. As investigações da ação nomeada “Dedo de Deus” começaram a cerca de um ano.

A Polícia Civil havia recebido várias denúncias feitas por comerciantes da região, que eram forçados a implantar pontos do jogo ilegal. Depois de averiguar as denúncias recebidas, a polícia conseguiu identificar a relação de células em Petrópolis, Duque de Caxias, Teresópolis, São João do Meriti, Nilópolis e no Rio de Janeiro. De acordo com as informações da policias, as células trocavam favores entre si e cada uma delas tinha um chefe.

Entre os chefes está o presidente de honra da escola de samba Beija-Flor de Nilópolis, Anísio Abraão David; o presidente da escola de samba Imperatriz Leopoldinense, Luiz Drumond; o presidente administrativo da escola de samba Grande Rio, Hélio Ribeiro; Mario de Oliveira Trincano e Yuri Soares. Todos irão responder por formação de quadrilha armada, contravenção e corrupção ativa e passiva. As penas podem contabilizar 45 anos de prisão.