Publicado em: quarta-feira, 11/04/2012

Operação prende 14 suspeitos de tráfico e corrupção no Rio

Já foram detidos 14 suspeitos durante a operação feita contra o tráfico de drogas e corrupção desencadeada, que começou na manhã desta quarta-feira (11), através do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) e também da Polícia Militar nos estados do São Paulo e Rio de Janeiro. Além disso, dois menores ainda foram presos na ação, conhecida como Operação Conexão Mandela.

De acordo com as informações do porta-voz da PM, coronel Frederico Caldas, as prisões foram realizadas no estado do Rio de Janeiro. A operação é feita nas favelas de Manguinhos e do Jacarezinho, ambas no subúrbio, além de Santo Cristo (Zona Portuária), em Duque de Caxias (Baixada Fluminense), em Campo Grande (Zona Oeste), em Teresópolis (Região Serrana) e em Araruama e Rio das Ostras (Região dos Lagos).

O objetivo da operação é cumprir 19 mandados de prisão preventiva, além de 20 de busca e apreensão. Os suspeitos são acusados de estarem associados ao tráfico de entorpecentes, de drogas e corrupção ativa. A operação de agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MP e policiais militares tem o apoio de helicópteros do Grupamento Aeromarítimo (GAM), da Coordenadoria de Inteligência (CI), do Gaeco/SP, entre outros órgãos. No total, 500 policiais integram a ação.

Segundo o MP, as investigações tiveram início em novembro de 2011, na cidade de Teresópolis, depois que traficantes tentaram subornar policiais militares. A Favela do Mandela, em Manguinhos, foi indicada como um dos principais locais de vendas de drogas do estado do Rio de Janeiro. Após a implantação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), os traficantes fizeram uma aliança com criminosos do estado de São Paulo, de onde recebiam material entorpecente.