Publicado em: quinta-feira, 09/08/2012

Operação Ágata apreende mais de 11 toneladas de explosivos

Operação Ágata apreende mais de 11 toneladas de explosivosA Operação Ágata 5, que teve início na última segunda-feira e tem como objetivo fiscalizar as áreas de divisa em algumas regiões do país, apreendeu durante os dois primeiros dias de atuação 11,7 toneladas de explosivos. Além disso, 11 veículos, 300 quilos de maconha e seis armas também foram encontradas e apreendidas nas fronteiras.

A ação que inicia na região sul do Mato Grosso do Sul até a região sul do Rio Grande do Sul, intensifica a fiscalização do país com a Bolívia, Paraguai, Uruguai e Argentina. A ação está sendo realizada com o incentivo do Ministério da Defesa em parceria com 25 órgãos estaduais e também municipais, e o principal objetivo é enfatizar a presença do Estado nas regiões de divisa além de tentar coibir os crimes ambientais e o crime organizado.

Conforme diz o General Bolívar Goellner, que é o coordenador do comando Militar do Sul, esta nova edição da operação (Ágata 5) está cobrindo 3.800 km de fronteira com 8.050 homens. Estão sendo realizadas, segundo ele, ações de patrulhamento, revistas, postos de bloqueio e fiscalizações. Até a marinha está contribuindo focando, especificamente, nas embarcações e a força aérea ajuda nessas operações. Ele explica que cada região do país apresenta diferentes especificidades e os setores de inteligência militar criam diferentes formas de atuação. O comandante disse que de todas as áreas que estão sendo cobertas, o mais crítico foi o de Frederico Westphalen, localizado ao norte do Rio Grande do Sul. Lá foram apreendidos cerca de 200 quilos de explosivos.

As forças armadas contam com diversas embarcações, aviões, helicópteros e viaturas que auxiliam no patrulhamento e na inspeção naval na calha dos rios, a interceptação de aeronaves suspeitas e o controle das estradas. Os trabalhos terrestres acontecem devido á participação de diversas instituições municipais e estaduais que são direcionadas á segurança pública.