Publicado em: quinta-feira, 14/07/2011

ONU reconhece Sudão do Sul como Estado e Brasil declara apoio à nação

O país mais novo do mundo, o Sudão do Sul, foi aceito hoje (14) pela Organização das Nações Unidas como o 193º Estado membro da instituição. A declaração da independência do novo país foi feita no sábado passado (09), após as regiões Norte e Sul terem passado por 21 anos de guerra civil que assolou o país e separou famílias. Com o reconhecimento da ONU, o governo brasileiro já declarou que o Brasil está a postos para contribuir com o desenvolvimento da nova nação.

De acordo com o Ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota, “o Brasil está pronto para cooperar com o Sudão do Sul em áreas que possam contribuir para seu desenvolvimento sustentável. Segurança e desenvolvimento estão intimamente interligados.” Além disso, o ministro defende que o Sudão, país do qual surgiu a separação, também precisa da atenção internacional para garantir seu desenvolvimento.

O grande problema civil enfrentado enquanto o Sudão era uma única nação foi pela maneira como a região foi colonizada. A partir do momento em que os exploradores definiram os limites de terra de acordo com questões geográficas e não culturais, tribos com costumes diferentes foram obrigadas a conviverem, condição que despertou os conflitos internos.

Mesmo com a separação oficial, o governo do Sudão afirmou que vai manter as tropas do exército nas fronteiras com a nova nação. Além disso, questões técnicas ainda devem ser resolvidas, como a divisão da dívida do país, os royalties do petróleo encontrado naquela região, a moeda usada pelo Sudão do Sul, entre outros detalhes.