Publicado em: terça-feira, 30/08/2011

ONU alerta nações sobre novo risco de surto da gripe aviária

Na segunda-feira (29) a Organização das Nações Unidas (ONU) emitiu um alerta sobre um novo risco de epidemia de gripe aviária. Em seu pedido, a ONU cobrou que as nações façam um vigilância mais firme e ainda estejam preparadas para possíveis focos de surto. Desde 2003, os dados da ONU indicam que 560 pessoas contraíram o vírus. Destas 331 morreram.

O alerta foi dado porque a FAO (órgão da ONU para a Agricultura e Alimentação) apontou que uma cepa mutante do vírus H5N1 está começando a se espalhar na Ásia. O diretor da FAO, Juan Lubroth disse que se o vírus se espalhar a situação será preocupante já que o novo vírus pode ser resistente as vacinas que já existem

O vírus já está circulando na China e no Vietnã. Para a ONU, o aparecimento do vírus da gripe aviária no Vietnã representa risco de contaminação ao Camboja, a Tailândia, a Malásia e também ao Japão e península coreana. No começo de agosto, o Camboja registrou um óbito decorrido pela doença. Até agora, 8 pessoas já morreram pelo vírus.

Outros países como Romênia, Bulgária, Israel, Palestina foram os indicaram os últimos casos da doença. “As aves selvagens podem introduzir o vírus, mas os atos na produção e na venda das aves é que podem espalhá-lo”, explica Lubroth. Para o diretor, a melhor forma é que os países comecem a adotar medidas rigorosas de prevenção. “Não é hora para complacência, ninguém pode baixar a guarda”, comentou.