Publicado em: terça-feira, 03/06/2014

Oliver Stone irá dirigir filme sobre Edward Snowden

Oliver Stone irá dirigir filme sobre Edward SnowdenDe acordo com informações do jornal britânico “The Guardian”, o diretor Oliver Stone vai dirigir um longa-metragem sobre Edward Snowden, que irá narrar a exposição de documentos da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA). Stone dirigiu os filmes “Assassinos por Natureza” e “Platoon”. Mesmo assim, ele afirma que a próxima produção será um verdadeiro desafio. As informações foram divulgadas na última segunda-feira, dia 2 de junho.

O filme sobre Edward Snowden deverá ser uma adaptação do livro “The Snowden Files”, que fala sobre o ex-funcionário da NSA que divulgou todos os segredos de espionagem do país. O livro é de autoria do jornalista Luke Harding, que trabalha no “The Guardian”.

Oliver Stone dirigiu “Platoon” no ano de 1986 e “Assassinos por Natureza”, em 1994. A próxima produção deverá contar com a parceria do produtor Moritz Borman, que já trabalhou com Stone em outros projetos. Os consultores da produção e do roteiro serão o próprio Luke Harding e outros jornalistas do “The Guardian”.

Ainda não se sabe quando o filme sobre Edeard Snowden chegará às telas do cinema. De acordo com Stone, essa história é uma das mais grandiosas da contemporaneidade e, por isso, não deixa de ser um desafio. Stone diz ainda que sente orgulho de ter o “The Guardian” como colaborador do projeto.

Edward Snowden trabalhava como funcionário da agência de inteligência NSA dos Estados Unidos. Ele ficou conhecido em todo o mundo no ano de 2013. Isso porque divulgou que Washington fazia espionagens dos estrangeiros e também dos chefes de Estado, além de dirigentes de empresas.

Os documentos que vieram a público mostrou inclusive que os Estados Unidos estavam monitorando a chanceler alemã, Angela Merkel, e também a presidente do Brasil, Dilma Rousseff. A repórter Sonia Bridi entrevistou Edward Snowden na capital russa, Moscou. Ele recebeu asilo do governo russo e permanece no país há cerca de dez meses.

Na entrevista à repórter brasileira, Snowden diz que viver na Rússia é melhor do que estar preso e discorda da maneira como o pais censura a imprensa e monitora a internet. Em junho de 2013, ele revelou os documentos secretos de espionagem norte-americana a jornalistas em Hong Kong.