Publicado em: terça-feira, 15/05/2012

Olimpíadas 2012 – Técnico irá manter ‘esquema anti-TPM’

O técnico da seleção brasileira de basquete feminino, Luiz Cláudio Tarallo, informou que irá manter o acompanhamento feito por um médico ginecologista junto às atletas da equipe. O esquema ‘anti-TPM’ vem sendo adotado nos últimos quatro anos durante as competições.

Tarallo confirmou que a figura do ginecologista será mantida na comissão técnica. O treinador ressaltou que é importante o acompanhamento feito pelo médico, para que alguns sintomas da tensão pré-menstrual (TPM) das atletas seja evitado ou pelo menos aliviados.

A preocupação maior é deixar as atletas mais calmas, evitando qualquer tipo de preocupação, irritação ou nervosismo relacionado a este período, sobretudo durante os compromissos nas Olimpíadas. As atletas convocadas por Tarallo se apresentaram no último dia 1º e já iniciaram o acompanhamento médico.

Desde que a ex-jogadora Hortência Marcari assumiu o departamento de seleções da CBB (Confederação Brasileira de Basquete) foi adotada a inclusão de um ginecologista na comissão técnica. O mesmo procedimento já foi adotado por outras modalidades olímpicas, caso do judô, por exemplo.