Publicado em: segunda-feira, 23/07/2012

Olimpíadas 2012 – Rafael se machuca e pode deixar seleção

A seleção brasileira de futebol masculino ganhou um grande problema para o início das Olimpíadas de Londres. O goleiro Rafael se machucou nesta segunda-feira (18), durante um treinamento em Londres e está fora da estreia, na quinta-feira (26), contra o Egito.

A presença de Rafael no restante do torneio olímpico também está ameaçada. O camisa 1 da seleção será submetido a um exame ainda nesta segunda-feira onde será precisada a gravidade de sua lesão. Caso não tenha condições para o resto dos Jogos de Londres, Gabriel, do Milan, que estava na lista dos suplentes convocados pelo técnico Mano Menezes, será seus substituto.

Para o lugar de Rafael, Neto, que está na Fiorentina e foi revelado pelo Atlético-PR será o titular na partida contra o Egito. Ainda assim, Mano poderá ter problemas, já que o atual elenco conta com apenas dois goleiros, e a seleção poderá ter de atuar sem um goleiro reserva em sua estreia nas Olimpíadas. Até o momento a comissão técnica do Brasil não comentou em um possível corte, mas admitiu que a situação de Rafael é preocupante.

O goleiro do Santos se machucou durante a atividade específica para goleiros, fechada à imprensa, no CT do Arsenal. De acordo com a assessoria de comunicação da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), o camisa 1 em determinado momento bateu o cotovelo no chão, e de imediato não aparentou qualquer problema, seguindo com o treinamento. No entanto, na hora do almoço Rafael se queixou de fortes dores e foi levado para fazer os exames.

Apesar de ter sido convocado por Mano Menezes, Neto pode sofrer com a falta de ritmo de jogo caso venha a ser alçado à titularidade. Na última temporada o goleiro brasileiro atuou por somente dois jogos como titular na Fiorentina. Gabriel, de 19 anos, foi revelado pelo Cruzeiro e contratado esta temporada pelo Milan. Embora não esteja inscrito nas Olimpíadas, o goleiro já vinha treinando com o restante do grupo, já pensado pela comissão técnica como prevenção em caso de algum problema com um dos goleiros.