Publicado em: terça-feira, 10/04/2012

Olimpíadas 2012: Patrícia Amorim e dirigente que proibiu protestos contra Teixeira irão chefiar as delegações

O presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), José Maria Marin definiu quem serão os chefes das delegações da seleção brasileira nos Jogos Olímpicos de Londres, no meio do ano. Entre os escolhidos está a presidente do Flamengo, Patricia Amorin.

A dirigente rubro-negra será a responsável por comandar a delegação da seleção feminina nas Olimpíadas, mas Patricia ainda ficou de confirmar a sua presença no torneio olímpico. Já para chefiar a delegação masculina foi escolhido Delfim Pádua Peixoto Filho, presidente da Federação Catarinense de Futebol.

Peixoto Filho ficou conhecido no ano passado por proibir as manifestações contra o então presidente Ricardo Teixeira nos estádios catarinenses. Na ocasião, o dirigente afirmou que o torcedor que protestasse contra o mandatário do futebol brasileiro seria expulso do estádio. Porém, o direito às manifestações foi garantido após uma decisão do Ministério Público.

O torneio de futebol nas Olimpíadas de Londres será entre os dias 25 de julho e 11 de agosto. Já estão assegurados entre os homens Brasil, Uruguai, Espanha, Suíça, Bielorrússia, Grã-Bretanha, Japão, Coreia do Sul, Emirados Árabes, México, Honduras, Gabão, Egito Marrocos e Nova Zelândia. No feminino irão participar Brasil, Colômbia, Grã-Bretanha, Suécia, França, Japão, Coreia do Norte, Estados Unidos, Canadá, África do Sul, Camarões e Nova Zelândia.