Publicado em: quarta-feira, 13/07/2011

Ohhtel – Rede social para relações extraconjugais chegou ao Brasil

Site que oferece uma rede social para garantir o relacionamento extraconjugal com discrição e segurança começou a operar no Brasil nesta segunda-feira (11). Para as mulheres, o cadastro é totalmente gratuito, mas os homens precisam pagar uma taxa de R$60,00. O valor garante contatos limitados, sendo que, caso queiram aumentar os recursos do seu perfil, o homem pode escolher outros pacotes que o agradem mais.

Enquanto críticos ao site veem a iniciativa como um estímulo à traição, os desenvolvedores defendem que a traição sempre existiu e que a presença de um site como esse é necessária. A responsável pelo Ohhtel no Brasil, Lais Ranna, ressalta como “uma pesquisa de 2010 com 2.500 mulheres e homens brasileiros casados descobriu que 19,2% vivem em casamentos sem sexo, com menos de uma relação sexual por mês, e que 51% estão insatisfeitos com sua vida sexual.”

Além disso, Lais explica que a gratuidade para as mulheres é realmente para prestar um serviço dedicado a elas. Atualmente, os homens tem outras maneiras de conseguir sexo fora do casamento, como as garotas de programa. As mulheres, por outro lado, não tem tanta facilidade para se envolverem em um caso extraconjugal sem precisarem sair a um bar, conhecer alguém no trabalho, ou outras situações que não são discretas.

Outro fator para começar o serviço no Brasil é por muitos internautas terem começado a pedir pela implantação do site em solo nacional. O Ohhtel começou nos EUA e, antes de trabalhar no Brasil, também investiu na Argentina.