Publicado em: domingo, 16/02/2014

Obras de Portinari têm restauração concluída

Obras de Portinari têm restauração concluídaA cidade de Batatais, no interior de São Paulo, é famosa nacionalmente pela Igreja Matriz do Bom Jesus da Cana Verde, cujo altar possui cinco obras de Cândido Portinari, um dos mais renomados artistas plásticos do Brasil. As obras, que se encontravam em péssimo estado de conservação, começaram a ser restauradas o final de 2013 e, após dois meses de trabalho, foram devolvidas a seu local de origem. Batatais é uma das estâncias turísticas do estado, e muito disso se deve ao grande acervo de obras sacras do pintor.

As cinco telas do pintor serão recolocadas em seus lugares nos próximos dias. Enquanto isso, as missas na igreja seguem acontecendo normalmente. Os turistas que desejam fazer visitas guiadas ao local precisam agendar com antecedência. Os passeios, muito procurados por estudantes de Artes e História, acontecem de terça a sexta-feira.

Restauração

Ao todo, a restauração das obras de Portinari custou R$374 mil. O custeio dos trabalhos foi feito pelo governo do estado. Brodowski, cidade vizinha de Batatais – e terra natal do pintor – também tem obras em processo de restauração. A antiga casa de Cândido Portinari, que hoje abriga um museu em homenagem ao artista, está fechada para visitação no momento. Contudo, a expectativa é de que o local seja reaberto ainda neste semestre.

Parte do acervo restaurado em Batatais foi doada pelo próprio Cândido Portinari à igreja da cidade, na década de 1950. O restante, composto por quadros que retratam a Via Sacra, foi adquirido pela tradicional família Martins de Barros, sendo entregue à igreja do município em 1955.

Cobranças

Para que as obras de Cândido Portinari começassem a ser restauradas, a igreja da cidade teve de passar por uma série de entraves burocráticos. A Igreja Católica cobrou a restauração durante cinco anos, e os trabalhos só foram iniciados após duas ações judiciais. Até setembro deste ano, estima-se que mais 23 telas do pintor sejam restauradas.

As telas que já passaram pelo processo de restauração são as de maior destaque do local. De acordo com Florence White de Vera, uma das responsáveis pelo trabalho, a escolha das telas que seriam restauradas primeiro não foi por acaso: o objetivo deste trabalho é mostrar para a população a importância do trabalho de restauração. Em Batatais, num primeiro momento, muitos moradores se mostraram desconfiados com a restauração, principalmente porque as obras tiveram de ser retiradas da igreja. A preocupação de alguns era de que os quadros nunca retornassem.

Na hora certa

Segundo Florence, os trabalhos para restaurar as obras de Cândido Portinari tiveram início na hora certa. Devido ao estado de alguns quadros, uma demora maior no início da restauração poderia tornar o trabalho muito mais demorado.

O maior problema encontrado pela equipe de restauração foram os cupins, que infestaram toda a estrutura que fica na parte de trás das telas. Por isso, estes suportes tiveram de ser completamente substituídos. Participaram dos trabalhos três restauradores profissionais e dois montadores. Todo o processo de restauração pode ser acompanhado pela população da cidade, através do agendamento de horários.