Publicado em: quinta-feira, 03/05/2012

Obra “O Grito” é leiloada por US$ 120 milhões

Uma das mais famosas e conhecidas obras de arte do mundo foi comprada nesta quarta-feira (2) em um leilão de Arte Impressionista e Moderna da Sotheby’s. De acordo com a publicação do portal G1, a pintura “O Grito”, de Edvard Munch, foi comprada por um valor recorde de US$ 120 milhões, sendo que a quantia faz com que esta peça seja a mais cara já vendida.

Além da obra-prima de Munch, o leilão também contava com ótimas obras de renomados artistas como Miró, Picasso e Dali. No entanto, “O Grito” foi o trabalho mais importante da sala de vendas, que estava repleta de negociadores, colecionadores de obras de arte e também da mídia. O valor da peça foi estimado em US$ 80 milhões, mas o combate pelo quadro, que durou 15 minutos, ultrapassou as expectativas.

Comprador

O lance vitorioso foi dado por uma pessoa não identificada pela Sotheby’s. O recorde de preço do leilão era de “Nu, folhas verdes e busto”, obra de Pablo Picasso leiloada por US$ 106,5 milhões em 2010. De acordo com o G1, o leiloeiro afirmou que a obra de Munch vale por cada centavo pago por ela.

Já o chefe de arte do leilão, Simon Shaw, disse que “O Grito” é uma das peças mais importantes para a “consciência moderna”. Ele disse també, segundo o portal, que a obra-prima de Munch é, talvez, a melhor obra individual que ele já viu em uma carreira em leilões. Esta é apenas uma das quatro versões de “O Grito”. As outras estão em museus noruegueses.