Publicado em: quarta-feira, 06/07/2011

Obama tenta resolver impasse sobre dívida

O presidente Barack Obama convocou nesta terça-feira (5) os líderes democratas e republicanos do Congresso dos EUA para um encontro a ser realizado na Casa Branco como mais uma tentativa de chegar a um acordo sobre as negociações para elevar o teto da dívida pública. A reunião está marcada para a quinta-feira (7).

O anuncio foi realizado durante um breve pronunciamento, aonde o presente ainda rejeito as propostas sugeridas nas últimas semanas por alguns congressistas para o aumento de curto prazo no limite da dívida. “Não acho que o povo americano nos enviou aqui para evitar problemas difíceis”, disse Obama. A divergência está sobre como e onde cortar os gastos.

Obama ainda afirmou que acredita que durante esses momentos o país tem uma oportunidade única para fazer algo grande, enfrentar o déficit de uma maneira que obrigue o governo a viver com seus próprios meios e que coloque a economia americana em posição mais forte para o futuro aonde exista a possibilidade de permitir maiores investimentos.

O Governo Americano acredita que se o Congresso não chegar a um acordo ara elevar o teto da dívida até o dia 2 de agosto, os Estados Unidos terão de deixar de cumprir os seus compromissos americanos. O país atingiu no dia 16 de maio o limite legal de endividamento público de US$ 14,3 trilhões, cerca de R$ 22,3 trilhões. O Departamento do Tesouro anunciou a adoção de medidas temporárias para evitar que a dívida ultrapassasse esse limite, com a suspensão de investimentos em fundo de pensão.