Publicado em: segunda-feira, 12/03/2012

Obama promete punir responsável por massacre de civis no Afeganistão

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou que está “profundamente entristecido” com o “trágico e chocante” episódio que aconteceu neste domingo (11), em que um militar norte-americano matou ao menos 16 afegãos, inclusive crianças e mulheres, em Kandahar. Obama prometeu que os responsáveis pelo massacre irão ser punidos pelo crime.

Segundo o site da rede de TV CBS News, a Casa Branca divulgou o anúncio feito por Obama, no qual o presidente norte-americano afirma que as autoridades, assim como a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), que lidera a missão internacional, já abriram uma investigação sobre o caso. O presidente disse ainda que o fato não retrata o caráter de seus militares nem o “respeito que os Estados Unidos têm pelo povo do Afeganistão”.

Obama liga para presidente afegão

Segundo o jornal USA Today, Barack Obama e Leon Panetta, secretário de Defesa dos Estados Unidos, fizeram uma ligação para o presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, lamentando o crime. Karzai disse que o episódio era algo “desumano e intencional”. Segundo informações do jornal The New York Times, não é possível dizer se foi apenas um militar ou se tinham mais envolvidos com o massacre.

De acordo com o jornal, um militar norte-americano se destinou até uma área residencial, localizada próxima da base dos EUA, e bateu de porta em porta. Com isso, ele matou 16 pessoas, sendo que nove das vítimas eram crianças. Depois das execuções, o homem amontoou os corpos e tentou queimá-los. Este episódio acontece pouco depois de outra situação que abalou a relação entre os dois países. Em fevereiro, militares dos EUA colocaram fogo em um Corão, livro sagrado para os muçulmanos.