Publicado em: terça-feira, 22/02/2011

O presidente da Líbia afirma que não deixará o país

O presidente da Líbia, Muammar Gaddafi, em discurso realizado na tarde de terça-feira (22), afirmou que não pretende deixar o poder do país.

Gaddafi chagou a declarar que se for necessário irá morrer pelo país. A Líbia enfrenta uma série de protestos nas últimas semanas, convocados pela oposição ao presidente que permanece no poder há mais de três décadas.

O ditador afirmou que irá enfrentar os opositores e que não pretende deixar o poder, apesar dos protestos e conselhos de diplomatas e membros do governo. Gaddafi chegou a dizer que irá morrer como mártir da Líbia.

A cidade de Benghazzi, segunda mais importante do país africano, foi tomada por opositores, e a capital Tripoli, no início da semana, também passou a presenciar manifestações. O governo da Líbia tem reprimido violentamente os protestos contra Gaddafi.