Publicado em: sexta-feira, 12/08/2011

Número de vítimas fatais em episódios violentos na Inglaterra sobe para cinco

Desde o início das manifestações violentas que tomaram conta da cidade de Londres há uma semana, foram registradas cinco mortes em decorrência de ataques criminosos praticados por vândalos. Nessa quarta-feira (10), foram confirmadas as mortes de três homens que tentavam proteger as lojas da cidade de Birmingham das ações de saqueadores, os quais acabaram sendo os culpados pelas fatalidades. Além destes, um homem que foi baleado em Londres morreu por consequência dos ferimentos e outro que foi espancado em Enfield também morreu no hospital.

No momento em que os três jovens foram atacados por saqueadores, o pai de um deles prontificou-se a socorrer as vítimas sem ter conhecimento de que seu próprio filho estava ferido. Enquanto atendia a uma das vítimas, outro residente da região identificou seu filho, Haroon Jahan, e informou que o garoto de 21 anos estava precisando de socorros. Naquele momento, o pai dedicou-se a tentar salvar a vida de seu filho, mas não obteve sucesso.

Ao conceder entrevista relembrando os momentos em que tentou salvar seu filho, o pai lembrou que “meu instinto foi de ajudar as três pessoas. Não sabia quem eram nem quem tinha sido ferido. Ajudei o primeiro homem e alguém atrás de mim me disse que meu filho estava deitando atrás de mim. Então, comecei a fazer RCP (respiração cárdio-pulmonar) no meu próprio filho. Meu rosto estava coberto de sangue, minhas mãos cobertas de sangue.”

Em sessão de emergência realizada com o Parlamento nessa quinta-feira (11), o primeiro-ministro britânico, David Cameron, afirmou que pode considerar recrutar homens do Exército para auxiliarem no combate aos atos de violência e vandalismo.