Publicado em: segunda-feira, 17/02/2014

Novo RoboCop “brasileiro” é lançado nos Estados Unidos, mas não corresponde as expectativas

Novo RoboCop brasileiro é lançado nos Estados Unidos, mas não corresponde as expectativasO histórico de produções envolvendo tramas policiais, como o documentário “Ônibus 174” e “Tropa de Elite” faz com que as expectativas sobre o novo filme “RoboCop”, também dirigido por José Padilha, sejam grandes. O pré-lançamento do filme aconteceu no último dia 10, em Hollywood. Mas a crítica, apesar de elogiar a superprodução, fez ressalvas.

Ao contrário do filme original, de 1987, dirigido por Paul Verhoeven, o oficial Alex Murphy se assemelha mais a um soldado mecanizado que já foi comparado ao “Homem de Ferro” do que a um robô que tem alguns sentimentos humanos. Além disso, o viés político fica claro em menções como no grande repúdio dos Estados Unidos na utilização dos robôs (que já acontece nos campos de guerra do filme, que se passa em 2028), que é uma referência sobre a polêmica do uso de drones.

Elenco faz filme brilhar, mas clichês do cinema atual atrapalham

A presença de superastros como Samuel L. Jackson, que interpreta Pat Novak, um apresentador de televisão, e Michael Keaton, que faz o papel do mandatário da companhia de robôs OmniCorp, Raymon Sellars, enriquece o filme. Mesmo atuando bem na pele (e metal) de Alex Murphy, Joel Kinnaman não transmitiu empatia ao público. Muito devido ao costume cada vez mais comum de contextualizar os enredos a questões políticas e sociais vigentes no período das produções, não é apenas um problema com a produção do diretor brasileiro.

A manutenção da família do oficial Alex Murphy na trama atual também vai contra o filme original, na qual o robô não tinha laços sentimentais a não ser os pequenos lapsos de humanidade. Alguns críticos consideram, inclusive, esta intervenção sentimental como muito mais humana e “natural” do que um androide com mulher e filhos, produzido pelo cientista Dennett Norton (Gary Oldman).

No Brasil, o remake de “RoboCop” estréia na próxima sexta-feira (21), e já é aguardado com ansiedade pelos fãs, especialmente quem curtiu, à época, o filme original.