Publicado em: quinta-feira, 21/06/2012

Novo juiz diz que vai acelerar o andamento do processo de Cachoeira

O novo juiz que assumiu o processo contra Carlos Cachoeira, Alderico Rocha Santos, disse ontem que pretende dar um andamento mais rápido na tramitação da ação penal no próximo mês de julho. Ele ficou responsável pelo processo contra o bicheiro e também de demais réus envolvidos no processo. Santos disse que fara isso em julho, pois também tem suas atividades atreladas ao posto na 5ª Vara Federal em Goiás e férias agendadas para o final do ano, além de outros compromissos para o segundo semestre. Essas informações sobre sua agenda bastante lotada para o próximo semestre foi divulgada em nota pela Justiça Federal em Goiás, na manhã de ontem.

Juiz faz avaliação do material de investigação para dar seu parecer

Neste momento o juiz está avaliando as provas já colhidas e ouvindo os depoimentos para dizer se a denúncia ao Ministério Público é procedente. Santos ressaltou que embora ele necessite acelerar o processo no mês de julho, isso não implicará em perdas para os réus que terão seus direitos reservados. O juiz avalia que há tempo suficiente para as atividades.

Santos diz que está preocupado com as acusações ao colega que comandava o cas

Santos disse que está preocupado com a situação do antigo juiz do caso, Paulo Moreira Lima, de que está sofrendo ameaças de policiais que possuem vínculos com o empresário Carlinhos Cachoeira. O bicheiro é acusado de liderar uma de jogos ilegais n Centro-Oeste, mais especificamente em Goiás. Segundo Santos, a intimidação e violência levam a problemas maiores. Santos assumiu o cargo já que o titular da 11ª Vara Federal em Goiás, Leão Aparecido Alves, não pode assumir por ter relações pessoais com um dos envolvidos no caso.