Publicado em: quinta-feira, 12/06/2014

Novo implante biodegradável recém chegado ao Brasil pode auxiliar no combate à perda de visão de portadores de diabetes

Novo implante biodegradável recém chegado ao Brasil pode auxiliar no combate à perda de visão de portadores de diabetesUm novo implante biodegradável chegou ao Brasil recentemente, ele tem como principal função fazer a liberação de um medicamento, no interior dos olhos, de maneira gradativa, a função pode ser utilizada por um período que chega a seis meses, esse novo implante pode auxiliar no combate a perda de visão de pessoas que tem diabetes.

O medicamento contido no implante é a dexametasona que é um anti-inflamatório que é da mesma classe dos corticosteroides, este tem a capacidade de agir contra o edema macular que é a acumulação de liquido na mácula, que é a parte do centro da retina ocular, que fica localizada na parte posterior do olho.

Para pessoas com diabetes o edema macular representa uma complicação grave e pode levar à perda total da visão, esse edema é mais comum dentre os pacientes que não tem a glicemia controlada, a variação dos níveis de açúcar no sangue causam inflamações nos vasos sanguíneos, isso pode levar o líquido a vazar para a parte de fora dos vasos.

De acordo com informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, somente no Brasil existem atualmente 6 milhões de pessoas que possuem baixa visão e 585 mil pessoas cegas, a diabetes é a principal causa de cegueira entre pessoas adultas com idades que variam de 20 até 65 anos.

Atualmente o tratamento para pessoas que possuem o edema macular é realizado com injeções que são dadas a cada dois meses e também com laser, mas de acordo com especialistas esses medicamentos que compõem o tratamento não são tão eficazes quanto a dexametasona, segundo o oftalmologista Paulo Augusto Mello a dexametasona não tem sua utilização nas injeções porque a ação do medicamento é muito rápida e com isso seria necessário que o paciente tomasse mais doses da injeção.

Segundo o oftalmologista que também é consultor da Allergan, fabricante do implante, que tem o nome de comercialização como Ozurdex, a principal vantagem da utilização do implante é justamente o fato de esse permanecer liberando o medicamento até um período de seis meses sem que haja a necessidade de uma outra aplicação.

O implante é colocado sem a necessidade de cortes serem realizados, o paciente toma uma anestesia local e o implante é inserido por meio de uma injeção, o procedimento para colocação dura em média 30 minutos e não é necessário que o paciente remova o implante já que ele é feito de um material que é absorvido pelo organismo.