Publicado em: sábado, 25/02/2012

Novo comercial dos Pôneis Malditos da Nissan

Os coloridos Pôneis Malditos da Nissan voltaram, depois de virarem hit no ano passado, grudando o jingle na cabeça de todo mundo. Desde ontem, sexta feira (24), uma nova propaganda com os bichinhos está no ar para promover o modelo Frontier 2013.

No vídeo, de 30 segundos, os pôneis são apresentados num ambiente baseado nas antigas batalhas épicas. Os personagens estão embalados pela “Cavalgada das Valquírias” e lançam flechas no formato de coração, resultando numa explosão de purpurina sobre o motorista de uma picape atolada, que não é Nissan.

“Os Pôneis Malditos foram o grande sucesso de 2011. E, como todo sucesso, merecem continuação: Pôneis Malditos 2”, explicou Manir Fadel, o vice-presidente de criação da Lew’Lara\TBWA, agência de publicidade responsável pela publicidade da Nissan.

A maldição dos Pôneis

Além da versão para ser vinculada na televisão, a agência também desenvolveu, como da outra vez, uma versão mais estendida do comercial para a internet. Depois que o filme termina, aparece na tela um botão escrito “não clique”.

O texto informa que se o internauta não seguir os conselhos, será atingido por mais uma maldição lançada por um pônei maldito. O pônei hipnotizará quem estiver do outro lado da tela. Na última cena, um link direciona o internauta para um aplicativo na rede social Facebook, gerando memes na página dos amigos selecionados.

A última aparição dos pôneis foi uma ação conjunta que preparou o público para o retorno dos personagens. A ação aconteceu durante o carnaval, quando a montadora lançou versões da música dos pôneis em ritmos de samba, marchinha, axé e frevo para baixar na rede.

A primeira campanha “Pôneis Malditos” foi lançada em julho do ano passado e foi apontada pela Nissan como uma das mais comentadas em blogs e redes sociais desde a metade de 2011, quando iniciou uma agressiva estratégia de marketing.

A animação com os vídeos não se limitou ao branding. No final de agosto do ano passado, a picape Frontier, promovida pelo filme, já havia alcançado recorde de vendas no Brasil. Foram vendidas mais de cinco mil unidades, 81% a mais que no mesmo período do ano retrasado.