Publicado em: sábado, 05/07/2014

Novela Meu Pedacinho de Chão – Figurinos da novela são expostos em mostra no Rio

Novela Meu Pedacinho de Chão - Figurinos da novela são expostos em mostra no RioNa Novela Meu Pedacinho de chão, que vai ao ar na faixa das 18 horas na Rede Globo sabe bem que um dos detalhes que mais chama atenção no visual inovador da trama são os figurinos dos personagens, bastante inusitados. Fãs de Zelão reconhecem bem o seu antigo visual, com calça azul, camisa amarela e um colete vermelho. Hoje, o capataz do Coronel Epa está identificado de uma nova forma, com uma roupa de toureiro vermelha, em como seu chapéu. Quem também passou por uma transformação em seu visual é a temente Gina, que quando se assumiu mais mulher, passou a vestir um magnífico vestido, que tem em sua confecção até mesmo LDS e tecido com fibra ótica.

Fora da telinha, quem cria todas estas roupas de acordo com a alma de cada personagem é Thanara Schönardie, figurinista. O trabalho dela está sendo exibido, até o dia 10 de julho, na galeria Silvia Cintra, no Rio de Janeiro, bairro da Gávea. A exposição trata de suas criações apenas para os personagens da trama Meu Pedacinho de Chão, ocasião em que o público terá oportunidade de ver de perto como foi a criação das peças, figurinos fortes, que ajudam a montar o contexto e a história de cada morador da Vila de Santa Fé. A figurinista acredita que a roupa transcende e acaba se igualando ao personagem, como parte dele.

A figurinista conta que as ideias surgem de forma sensorial, pensando especialmente no tato. Ela explica ainda que além da sensação visual que os figurinos passam, o material ainda transmite várias informações, como brilho, forma, volume e cor, mas que além disso, o toque é fundamental para ela definir de que forma o material será utilizado e que forma ele vai tomar no figurino. As roupas dos personagens de Meu Pedacinho de chão contam com materiais inusitados, como canudinhos cortados, borracha, látex, vinil, talheres de plástico, bolinhas de ping pong, rendas e brinquedos originais do século XVIII.

A exposição se trata de uma boa oportunidade para ver de perto o trabalho delicado da figurinista, como também uma montagem particular do trabalho. As casacas dos personagens Coronel Epa, Ferdinando e Renato estão expostas suspensas por um fio, formando um balão. Os sapatos de Catarina, que são cobertos por doces, estão oferecidos numa bandeja, como reais guloseimas.