Publicado em: quarta-feira, 16/04/2014

Novela Meu Pedacinho de Chão – Epa não gosta de saber que Renato abrirá consultório

Novela Meu Pedacinho de ChãoNa Novela Meu Pedacinho de Chão, Rodapé conversa com Ferdinando e o alerta para ter cuidado com a mulher-homem Gina. Renato conversa com as crianças na escola e explica para elas como são realizados os exames laboratoriais. Em conversa com Madame Catarina, Renato comenta que está se sentindo constrangido em ficar na casa da família do Coronel Epaminondas sem a presença de Ferdinando na mansão. Ela aproveita a conversa para revelar o interesse de Ferdinando na professora Juliana.

Rodapé deixa, sem que a professora veja, sobre sua mesa a carta de amor que ele redigiu por Zelão. Epaminondas fica sabendo sobre a intenção de doutor Renato em construir um consultório médico na Vila de Santa Fé e fica irritado com a notícia. Isso porque mesmo depois que Ferdinando saiu de casa, oferecendo a Pedro Falcão seus serviços em troca de casa e comida, o amigo do engenheiro agrônomo continua hospedado na mansão do Coronel Epa, mas vai durar pouco tempo esta hospitalidade dele. O clima ruim começa quando Coronel acusa o filho de traição e doutor Renato defende o amigo.

Para piorar o clima que está pesado na casa, doutor Renato só piora as coisas ao comentar um delicado assunto, afirmando que primeiro ele iria cuidar das crianças da escola com exames laboratoriais, mas que depois disso irá pensar seriamente em trabalhar na abertura de seu primeiro consultório para atendimento de todos os moradores da Vila de Santa Fé. Bastou falar sobre isso para que o coronel perdesse a cabeça, porque se tem algo que o irrita profundamente é o avanço e o progresso chegando a vila em que ele é o grande latifundiário, ao lado de Pedro Falcão, que fica cedendo terras para o desenvolvimento da vila.

Juliana encontra a carta que Rodapé deixou em sua mesa e fica chocada com o que lê, porque a mensagem está escrita com uma letra irreconhecível e ela fica impressionada com o fato de alguém estar tão mal alfabetizado. Enquanto Zelão, fica contente, acreditando que a professora recebeu sua carta de amor.