Publicado em: quinta-feira, 03/01/2013

Novas regras para o processo seletivo do Prouni 2013

Novas regras para o processo seletivo do Prouni 2013A portaria do Programa Universidade para Todos (Prouni) para o primeiro semestre de 2013 foi publicada pelo Diário Oficial da Uniao no dia 31 de dezembro. Os candidatos devem consulta-la para saberem tudo sobre as etapas como a data de inscrição, a pré-seleção e a comprovação de informações dos estudantes classificados. O principal requisito é que o candidato tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012. Sem isso, não é possível se inscrever no Prouni, que oferece bolsas de estudos em universidades privadas.

A nota mínima exigida em cada uma das áreas de conhecimento do Enem é 450 pontos. Nos outros anos a pontuação era menor, de 400 pontos. O Prouni foi criado no ano de 2004 para oportunizar o ingresso no Ensino Superior de estudantes de baixa renda. A eles, são oferecidas bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições pagas.

As instituições que utilizam o Prouni são divulgadas pelo MEC durante o período de inscrições. Elas são beneficiadas com a isenção de tributos. O programa faz parte do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE). A meta é que entre 2011 e 2020 no mínimo 33% das pessoas entre 18 e 24 anos tenham acesso ao Ensino Superior no Brasil.

Entre os requisitos para o Prouni estão a renda familiar do candidato de até três salários mínimos para conseguir a bolsa parcial. Já para a integral, é necessário que a família receba 1,5 salário mínimo. O candidato precisa preencher ao menos um desses itens: ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou privada com bolsa integral, ser pessoa com deficiência, ser professor efetivo da rede pública de ensino básico que concorre a vagas em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia.

Segundo dados do MEC, o Prouni já beneficiou mais de 1 milhão de estudantes, sendo 67% com bolsas integrais. Em 2011, foram oferecidas mais de 254,5 mil bolsas de estudo. Este foi o maior índice desde o ano de 2005, época em que foram concedidas 129.672 bolsas integrais e 124.926 parciais.