Publicado em: segunda-feira, 19/09/2011

Novas bactérias preocupam médicos e pesquisas

O principal congresso que aborda as doenças infeccionas, realizado em Chicago nesta domingo (18) debate um dos temas mais preocupantes do momento: as novas bactérias. O crescente aumento de tipos super resistente e medicamentos está entrem os itens mais preocupantes dos médicos.

“A resistência aos antibióticos no mundo é claramente o tema da atualidade, já que se pode observar em todas as partes a mesma coisa, infecções por bactérias cada vez mais resistentes e mais frequentemente fora do meio hospitalar”, explicou o médio Laurent Poirel.

Durante o congresso, vários trabalhos e estudos sobre as bactérias multirresistentes foram apresentados. O evento segue até a próxima terça- feira (20). “Se algo rápido não for feito logo, se perderá a guerra contra a multirresistência microbiana, o que abriria a porta para a próxima pandemia”, alertou Poirel.

O médico comentou sobre uma das bactérias mais perigosas que preocupou o mundo neste ano, a Eceh (E.coli), responsável pela morte de 5e pessoas na Europa. Como os tratamentos e antibióticos não conseguiram demonstrar muita eficácia, o alerta segue como uma ameaça persistente.

O que os médicos e pesquisadores vem observando em seus últimos trabalhos que é algumas bactérias desenvolveram m gene capaz de produzir um tipo de enzima que consegue destruir os componentes dos antibióticos, e assim serem resistentes. A preocupação é que as bactérias das doenças mais comuns, como a E.coli e a salmonela continuem a ficarem cada vez mais resistentes aos remédios disponíveis.