Publicado em: quarta-feira, 06/11/2013

Nova música de Eminem pode ser homofóbica

Nova música de Eminem pode ser homofóbicaCom lançamento de seu novo álbum nesta terça-feira intitulado, The Marshall Mathers LP 2, o rapper Eminem ressuscitou algumas polêmicas que circundam o seu trabalho desde o início de sua carreira musical. Eminem voltou a fazer uso de termos homofóbicos e depreciativos em suas músicas. O trabalho que foi produzido por Rick Rubin, fundador do lendário rótulo Def Jam Records e responsável por popularizar na década de 1980 e 1990 os músicos rapper Run-DMC e o grupo de rappers Beastie Boys. O lançamento de “The Marshall Mathers LP 2 marca a continuidade do primeiro trabalho de Eminem que foi lançado em 2000 chamado Marshall Mathers LP que logo se tornou um produto de destaque como clássico de referência no estilo musical.

Neste álbum outros artistas aparecem ao lado de Eminem, cujo nome verdadeiro é Marshall Bruce Mathers III, o rapper que completa agora 41 anos há apenas cinco anos se vê longe do vício. Entre as participações de destaque no álbum estão os cantores Rihanna e Skylar Grey , o líder da Fun, Nate Reuss, mas apenas mais um rapper, Kendrick Lamar. Slim Shady nome pelo qual Eminem também é conhecido representa seu álter ego musical e o musico recorre a esta personalidade quando trata de algumas músicas mais pesadas como sua novo faixa “Rap God” nesta canção o cantor utiliza termos como “faggot”, bicha, e “gay looking”, visual gay para a composição de algumas estrofes.

Em entrevista sobre o assunto o cantor afirma que sua pretensão como músico não é de ferir deliberadamente qualquer tipo de gênero ou classe de pessoas, mas este tipo de palavra faz parte de seu crescimento e esteve junto em sua formação de vida. O cantor afirmou que ao utilizar este tipo de termo em suas músicas não equivaleria a uma relação comparativa entre os homossexuais e qualquer forma de negativismo mas sim, uma terminologia que foge ao gênero e seria como xingar alguém de babaca, estúpido ou qualquer outra coisa. Preocupado Eminem fez questão de afirmar que o verdadeiro Marshall que é quem ele é não tem qualquer tipo de problema com homossexuais, heterossexuais, transexuais, ou qualquer outra variante.

Em 2001 Eminem fez um dueto com Elton John já na tentativa de reduzir esta impressão negativa sobre seu trabalho. Mesmo assim, este tipo de linguagem utilizada novamente pelo rapper continua sendo sinalizada duramente como negativa e muitos artistas não apoiam este modelo de trabalho.