Publicado em: quinta-feira, 11/04/2013

Nova gripe aviária mata oito pessoas na China

Nova gripe aviária mata oito pessoas na ChinaNa última terça-feira (9) mais uma pessoa morreu na China vítima de um vírus ainda mais forte relacionado à gripe aviária, chamado H7N9. A doença foi flagrada pela primeira vez em seres humanos no mês de março.

A última vítima do vírus tinha 83 anos e morava em uma província no leste da China. A pessoa foi diagnosticada no dia 20 de março com febre alta e por meio de exames descobriram no daí 2 de abril que estava infectada com H7N9.

Ao todo, 28 pessoas já foram infectadas, todas da região leste chinesa. Desses, oito tiveram a morte confirmada. Para evitar a disseminação do vírus, a Organização Mundial da Saúde (OMS) sugeriu que fosse feito o abate de milhares de aves dessa mesma região, além de monitorar pessoas que convivem próximo aos que já foram infectados.

Segundo a OMS, o vírus é transmitido da ave para seres humanos e ainda não houve registros de contaminação entre humanos.

Saúde e economia

Mesmo ainda não tendo se espalhado para outros locais, estes casos já confirmados da nova gripe estão causando temores na economia, fazendo cair ações de companhias aéreas chinesas nas bolsas de valores da Europa e de Hong Kong. O medo é que se repita o surto que houve em 2002, com a Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars, em inglês), que infectou 8 mil pessoas em todo o mundo e matou cerca de 800.

Na época, o governo chinês tentou encobrir este surto de Sars e a desconfiança é de que estejam fazendo a mesma coisa com este novo vírus da gripe aviária, pois o primeiro caso foi registrado em fevereiro e só agora as notícias sobre o assunto estão sendo divulgadas e confirmadas.

As autoridades chinesas estão sendo pressionadas, mas pediram um tempo para que consigam identificar em quais províncias o vírus já chegou e se já atingiu a capital economica chinesa, Xangai.