Publicado em: quinta-feira, 22/12/2011

Norte-coreanos são obrigados a se inclinar três vezes ao dia em respeito ao líder morto

Nesta quinta-feira, dia 22 de dezembro, o especialista da Coreia do Sul, Kim Young-soo, afirmou que a população da Coreia do Norte deve se inclinar três vezes por dia mostrando respeito ao ex-líder do país, Kim Jong-il, que faleceu no último sábado. De acordo com o especialista, esta é uma maneira do povo mostrar fidelidade ao regime comunista.

Kim Young-soo é professor de ciências políticas na Universidade de Sogang, em Seul, e explica que quando o pai de Kim Jong-il faleceu, em 1994, a população deveria fazer apenas uma inclinação por dia para demonstrar respeito e fidelidade ao fundador da Coreia do Norte. O professor conta que os norte-coreanos aprendem que devem demonstrar sua dor da forma mais intensa, para que não se criem suspeitas sobre a lealdade que possuem.

O professor é especialista sobre o país vizinho e fez sua pesquisa com vários norte-coreanos refugiados. Kim Young-soo afirma que quando mais eles demonstrarem que estão sofrendo, melhor. Ele conta que os rituais de luto são organizados e obrigatórios. De acordo com o professor, solicitar que a população faça três vezes a referência pode significar que a lealdade ao líder era menor.

Segundo informações da agência oficial de notícias, KCNA, cinco milhões de pessoas que residem na capital Pyongyang estiveram reunidas em um mesmo local para prestarem 24 horas de homenagem a Kim Jong-il. O país possui 24 milhões de habitantes. Kim Jong-un foi indicado para assumir o poder na Coreia do Norte, sendo o terceiro componente da primeira dinastia comunista do mundo.