Publicado em: sábado, 19/05/2012

Norte-americanos processam Facebook por violar privacidade

Nesta sexta-feira (18), usuários norte-americanos da rede social Facebook apresentaram na Justiça uma ação coletiva contra o site por este estar violando suas privacidades. De acordo com agências internacionais de notícias, eles irão poder exigir que o Facebook pague uma indenização de até 15 bilhões de dólares.

A ação coletiva foi apresentada em um tribunal federal em San José, na Califórnia. As acusações são feitas após o anúncio feito no dia 11 de setembro, que afirma que a rede social estava vigiando de maneira ilegal o que seus usuários estavam fazendo na internet, até mesmo depois que ela saiam do Facebook. As informações foram dadas pelos promotores do caso.

Acusações feitas em mais de dez estados

De acordo com os promotores, as acusações foram apresentadas em mais de dez estados entre 2011 e 2012, e reúnem mais de 20 casos que possuem ligação. Os advogados afirmam que apesar dos processos contra a rede social sejam apenas sobre uma infração, a empresa terá de ser indenizada em mais de 15 bilhões de dólares.

A rede social de Mark Zuckerberg ainda não falou sobre o caso. A ação coletiva foi apresentada na Justiça no mesmo dia em que o Facebook estreou na bolsa de valores Nasdaq, se tornando a segunda maior operação da história das ações norte-americanas. Mesmo assim, os papéis da rede social fecharam em 0,61%.