Publicado em: sexta-feira, 02/03/2012

Norte-americana faz campanha no Facebook para separar sua filha do professor

Atualmente, o Facebook é visto como palco para os mais diversos protestos e campanhas. Algumas delas causam tanto alvoroço nas redes sociais que conseguem resultados. Desta vez, uma mãe norte-americana decidiu usar o Facebook para fazer uma campanha contra o namorado da filha. Isso porque o homem era professor da jovem, abandonou o trabalho e a família para morar com a ex-aluna. Nenhum pouco satisfeita com a situação, Tammie Powes resolveu começar uma campanha contra James Hooker, de 41 anos, depois que a filha Jordan saiu de casa para morar com o namorado em um apartamento em Modesto, na Califórnia.

Na campanha virtual, Tammie diz que o professor é um “pervertido arrogante”, e lhe outros adjetivos, solicitando que os usuários da rede social a ajudem a divulgar a notícia sobre o relacionamento. A página teve muitos comentários e, a grande maioria, é a favor da mãe.

Jovem mentia sobre o envolvimento com professor

James Hooker largou o cargo na Modesto City School em fevereiro, onde ele dava aulas de computação e negócios. Jordan Powers fazia parte do grupo de estudos comandado por Hooker e a mãe acredita que o professor a perseguia. Tommie afirma que as notas da jovem caíram depois que ela conheceu o homem. O caso foi descoberto quando Jordan deixou seu celular com a irmã, e mensagens de texto de Hooker foram lidas.

Mesmo assim, Jordan mentia e negava que tivesse qualquer envolvimento com o professor além do escolar. Tammie procurou pela polícia que analisou o conteúdo registrado no celular de Jordan. Aproximadamente oito mil mensagens de texto foram trocadas pelo casal desde 2011. Ambos afirmam que o relacionamento só começou em dezembro do ano passado, quando eles começaram a sair para encontros.