Publicado em: segunda-feira, 22/08/2011

Nomeado para o Ministério da Agricultura, Mendes Ribeiro afirma que pode fazer mudanças na pasta

O novo ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro (PMDB), defendeu nesta sexta-feira (19) que a prática dos lobistas deve ser regularizada, pois, para ele, essa função não apresenta características irregulares. Ao mesmo tempo, Ribeiro declarou que pode encontrar problemas no Ministério e que futuras demissões podem acontecer. Em reunião com a presidente Dilma Housseff na sexta-feira seu nome foi oficialmente aceito como novo ministro da pasta. A cerimônia de posse está marcada para a próxima terça-feira (23) às 11h.

Ao falar sobre a possibilidade de ter que lidar com problemas no Ministério, Ribeiro brincou afirmando que “se não fosse para encontrar ‘pepino’ no Ministério da Agricultura, não encontraria em nenhum outro lugar.” Depois da sua reunião com Dilma, Ribeiro informou que a presidenta deu autorização para que ele faça as mudanças que considerar necessárias dentro do Ministério. Nesse sentido, Ribeiro declarou que pretende impor o seu estilo e o seu ritmo, da mesma maneira como um próximo ministro pode fazer a mesma coisa para adaptar o Ministério.

Com relação às acusações relatadas pela revista Veja de que o o lobista Júlio Fróes estaria atuando em uma sala dentro do próprio Ministério, Ribeiro defende que deve existir uma fiscalização maior para registrar quem entra ou sai do estabelecimento.

Ao mesmo tempo, Ribeiro acredita que “lobista é uma coisa, ladrão é outra”. O novo ministro defende que o Poder Executivo deve ter um controle sobre quem tem autorização para frequentar as salas e instalar câmeras de segurança para que depois possam ser verificadas.