Publicado em: quinta-feira, 14/06/2012

Nokia cortará 10 mil postos de trabalho até 2013

A Nokia é uma das maiores empresas fabricantes de aparelhos voltados para a telefonia celular em todo o mundo, mas ultimamente seus negócios não andam indo muito bem e a empresa tem perdido espaço nas vendas do seu setor. Por conta disso, a empresa disse em um anúncio feito nesta quinta-feira, 14 de junho, que terá que cortar 10 mil postos de trabalho até o fim do ano que vem. A ação faz parte de um programa de redução de gastos da empresa.

De acordo com o comunicado feito pelo diretor-executivo da Nokia, Stephen Elop, essa redução no número de funcionários foi planejada e é uma consequência das medidas que estão sendo adotadas pela a empresa para que a marca garanta sua competitividade no mercado mundial.

A Nokia ocupou o posto de maior empresa mundial no ramo de telefonia celular por 14 anos seguidos. Porém, no último ano a empresa vem passando por uma reestruturação e anunciou que terá que reduzir os custos de uma maneira mais enfática do que as medidas que foram anunciadas inicialmente pela a empresa.

De acordo com a empresa, a Nokia teve uma economia de 700 milhões de euros no primeiro trimestre de 2012 e a previsão é de que com esses novos cortes sejam economizados cerca de 1,6 bilhão de euros até o final do ano de 2013.

Na nota, a Nokia disse que fará uma avaliação cuidadora dos negócios não centrais da empresa e disse que venderá a divisão de telefones de luxo Vertu, confirmando os boatos que estavam rondando o mercado nos últimos tempos.