Publicado em: quarta-feira, 07/10/2009

Nobel de Química premia estudo que levou a criação de antibióticos

O Prêmio Nobel de Química de 2009 foi concedido a três cientistas que estudaram a estrutura e função dos ribossomos, a fábrica de proteína das células.

Venkatraman Ramakrishnan, Thomas Steitz e Ada Yonath criaram mapas, átomo por átomo, dos ribossomos. Através desse estudo, foi possível desenvolver novos antibióticos.

Ramakrishnan trabalha nos Laboratórios do Conselho Médico de Pesquisa em Biologia Molecular, em Cambridge, na Grã-Bretanha. Já Thomas Steitz trabalha na Universidade de Yale, nos Estados Unidos e Ada Yonath é funcionária do Instituto Weizmann, em Rehovot, Israel.

Os três cientistas dividirão em partes iguais o prêmio de dez milhões de coroas suecas, cerca de U$1,4 milhão.