Publicado em: terça-feira, 28/02/2012

Nível do Rio Acre continua subindo, diz Defesa Civil

De acordo com a Defesa Civil do Acre, o rio Acre subiu mais uma vez, e chegou a 17,64 m. São três centímetros a mais do que o nível medido no sábado (25) e apenas dois centímetros a menos do que o registrado na maior cheia do rio, ocorrida no ano de 1997, quando o nível das águas atingiu os 17,66 metros. O transbordamento do rio, que já está 3,64 m acima do seu limite, é o principal responsável pelas enchentes que atingem 18% da população local.

Segundo um boletim divulgado pelas prefeituras de Rio Branco, Assis Brasil, Brasileia, Xapuri, Manoel Urbano, Porto Acre, Epitaciolândia, Santa Rosa, Sena Madureira, as cidades estão em estado de emergência. A energia elétrica em 15% de Rio Branco foi interrompida por medida de segurança. Na capital, 99 mil pessoas e 24,7 mil imóveis já foram atingidos. A maioria dessas pessoas está abrigada em casa de parentes e amigos.

Carros pipas foram enviados pelo governo estadual até Brasileia, que teve 95% da área urbana atingida pelas cheias. Assim, o Corpo de Bombeiros e o Exército poderão ajudar na limpeza para que as famílias desalojadas possam retornar. Dados oficiais registraram que dos 21,4 mil habitantes do município, 19,6 mil estão desabrigados. Além disso, também foi enviada ao local uma equipe de engenheiros para analisar a situação do solo da cidade, que sofre com constantes deslizamentos de terra.

De acordo com a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmetro), até esta terça-feira (28) o tempo ainda se manterá encoberto com pancadas de chuva, especialmente nas regiões centrais e no leste do Estado.