Publicado em: quarta-feira, 11/01/2012

Nicolas Steno recebe homenagem

nicolas stenoO site de buscas Google presta uma homenagem ao cientista dinamarquês Nicolas Steno nesta quarta-feira (11), data que representa a comemoração do seu 374 aniversário. As contribuições de Steno são extensas principalmente nos campos da geologia e da anatomia, sendo que o dinamarquês fez importantes descobertas sobre fósseis. Apesar de ter se desenvolvido como cientista, Steno passou a se dedicar à Igreja Católica, sendo que chegou a ser ordenado bispo.

Antes das pesquisas realizadas por Steno, outros pensadores acreditavam que objetos, ainda não identificados como fósseis, poderiam ter caído da lua ou do céu, e isso explicaria a existência de tais formações na terra. Existia também a ideia que os fósseis teriam surgido dentro das outras pedras. Contudo, Steno começou a questionar esses ensinamentos e defendeu que os fósseis eram, de fato, restos de animais que haviam sido enterrados naqueles determinados locais. O ponto de partida da sua pesquisa foi a descoberta de dentes de tubarão.

Para ele, o interessante era descobrir como que objetos sólidos poderiam existir dentro de outros objetos sólidos. Por mais que a composição de um dente de tubarão fossilizado seja diferente do dente de tubarão em si, Steno conseguiu concluir que a composição química pode ser alterada sem que a forma física o seja.

Originalmente, Steno foi criado na Igreja Luterana. Conforme aprofundou seus estudos teológicos, o cientista se converteu ao catolicismo, o que fez com que deixasse sua pesquisa científica de lado. O dinamarquês teve que realizar tarefas difíceis e morreu depois de ter passado por muito sofrimento.