Publicado em: sábado, 31/03/2012

Neymar ignora pancadas e diz que fica no Brasil

O rigor das entradas dos marcadores sobre Neymar já renderam reclamações por parte do técnico Muricy Ramalho e também do presidente do Santos, Luiz Álvaro Oliveira Ribeiro. Porém, a violência dos defensores foi relevada pelo próprio jogador.

Após a goleada sobre o Guaratinguetá, pelo Campeonato Paulista, onde marcou três gols na vitória por 5 a 0, Neymar garantiu que as faltas violentas cometidas pelos zagueiros não fará com que ele deixe o futebol brasileiro e siga para a Europa.

Neymar afirmou que faltas ‘acontecem em todo lugar’, e citou como exemplo jogadores como Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, e Lionel Messi, do Barcelona, que segundo o santista também são vítimas constantes do rigor dos marcadores.

Recentemente Neymar se queixou de algumas entradas violentas, chegando a dizer que se não pulasse nas divididas mais duras, corria o risco de ‘ir parar no hospital’. O atacante voltou a defender este procedimento, dizendo que é uma maneira de se defender.