Publicado em: sexta-feira, 14/03/2014

New York Times critica espetáculo com músicas de Roberto Carlos

New York Times critica espetáculo com músicas de Roberto CarlosEm seus 50 anos de carreira, Roberto Carlos é um dos nomes mais conhecidos da música entre os brasileiros. Contudo, nos Estados Unidos, o cantor ainda é quase desconhecido. Nesta semana acontece em Nova York, no Teatro Joyce, um festival de dança brasileira que tem como um dos destaques a peça “As canções que você dançou pra mim”, criado pela companhia Focus Cia de Dança.

O espetáculo, que conta com mais de setenta músicas de Roberto Carlos, é para muitos norte-americanos a oportunidade de entrar em contato com a música do Rei pela primeira vez. E, para alguns, este primeiro contato não tem sido exatamente prazeroso. O crítico Brian Seibert, do New York Times, faz parte deste grupo. Após assistir à peça, Seibert fez diversas críticas ao espetáculo em si e, principalmente, às músicas de Roberto Carlos.

Cópias inferiores

Seibert reconhece que, para aqueles que cresceram ao som de Roberto Carlos, as músicas apresentadas no espetáculo podem ter um grande valor sentimental. Contudo, para quem está ouvindo o Rei pela primeira vez, as canções podem acabar soando como cópias genéricas e inferiores.

Muitas das músicas de Roberto Carlos que fizeram sucesso durante a Jovem Guarda, como Splish Splash e Desamarre Meu Coração, são na verdade versões de músicas norte-americanas. Para o crítico do New York Times, estes covers não conseguem alcançar a qualidade das músicas originais.

O crítico afirmou também que o repertório é, por vezes, confuso, misturando ritmos como surf rock, funk e músicas românticas que lembram o cantor espanhol Julio Iglesias. No espetáculo, são utilizadas composições de Roberto feitas entre as décadas de 1960 e 1990, o que explica, em parte, a diferença entre as músicas.

O espetáculo

Além das críticas à trilha sonora, Seibert também foi rigoroso com o espetáculo apresentado pela Focus. Para o crítico, os solos da apresentação são o ponto fraco, por expor a irregularidade técnica dos dançarinos da companhia. O crítico afirmou, também, que há falhas na direção de Alex Neoral.

Apesar de tantas críticas, Seibert também deu espaço para alguns elogios à apresentação. Para o crítico do New York Times, os duetos foram um ponto positivo da peça. Ao todo, o espetáculo “As canções que você dançou pra mim” tem 72 músicas de Roberto Carlos em seu repertório, principalmente composições mais antigas, como Outra Vez, Detalhes, Amada Amante, O Calhambeque e Fera Ferida.

Apresentações

A companhia Focus Cia de Dança está sediada no Rio de Janeiro, e tem a dança contemporânea como foco. Após as apresentações em Nova York, os dançarinos ainda passarão por Washington, capital dos Estados Unidos, no dia 15 de março. Em abril, a companhia tem apresentações confirmadas em Salvador e Camaçari.

Apesar das críticas ácidas do New York Times, o espetáculo inspirado nas canções de Roberto Carlos tem sido muito elogiado no Brasil. Em fevereiro, a companhia levou a apresentação ao Projeto Dança Verão 2014, no Rio de Janeiro, recebendo muitas críticas positivas do público e da imprensa especializada.